Pages

24 de maio de 2011

Prometo...

Prometo sempre batalhar por aquilo que almejo. Também ter a consciência que nem todas as batalhas serão vencidas, 
mas nem por isso deixarei de tentar.
Prometo nunca desistir de quem não desistiu de mim.
Prometo tirar um sorriso de você sempre que uma 

lágrima estiver a escorrer.
E quando a lágrima não cessar, prometo te abraçar forte.
Prometo que quando o meu amor por você estiver bem cansado, tirarei forças pra recomeçar.
Não sou nenhum bom Samaritano, muito menos dono da verdade. Também sei que a vida é cheia de imprevistos, e com isso, vou falhar, terei mais defeitos, mais problemas. Mas, o segredo é não ater-se à coisas tão banais. E quando eu me perder no labirinto da nostalgia, quando o silência da solidão ecoar dentro de mim, quero que você me ache. Quero sentir você aqui comigo.
Por isso e por tantos outros motivos, prometo não descumprir  minhas obrigações, mas também prometo arriscar-me, fugir de tudo que me atrasa, abraçar tudo que me convém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário